sexta-feira, 2 de abril de 2010

Proezas do Menino Jesus



Vou aproveitar a Sexta-Feira Santa (ou Sexta-Feira Maior, como diz minha avó) e falar sobre Jesus. Mais precisamente sobre o menino Jesus. Mais precisamente ainda sobre as proezas do menino Jesus.

Andando meses atrás em um sebo de Londrina (como eu adoro sebos!), procurava algum livro que me interessasse. De repente, meio sem querer, encontrei um com o título "Proezas do Menino Jesus", de Luís Jardim. Todo velho, meio sujo, usadão mesmo. Nunca tinha lido nada deste autor. Como a obra custava só R$ 3,00, comprei.

Mas o que eu nunca imaginava era que seria um dos melhores livros que já li em toda a minha vida.

Para começar, ele todo é meio poesia, meio prosa. Conta a história do menino Jesus. Como na Bíblia não há essa parte, o autor resolveu escrevê-la e acabou contando a história de um menino comum, que vive no interior de qualquer cidade pelo Brasil afora. Tinha amigos, brincava, e fazia tudo o que um menino normal faria.

Luís Jardim se refere à mãe de Jesus como Dona Maria e ao como como o Velho José. Jesus também tem amigos: Pedro, dois Tiagos (um dos quais era chamado de Tiá), Judas, Francisco (o menino que gostava dos animais), João, Bartolomeu e outros. O menino Jesus também conversava com os animais.

A maneira como o autor conta a história é tão cativante, que dá vontade até de chorar. Jesus e os amigos fazem muitas brincadeiras. Numa delas, um circo, cada um tem de fazer um número. Jesus faz mágica. Depois faz instrumentos tocarem sozinhos. Pedro, conversando depois com o menino, insinua que aquilo que ele faz parece até milagre, mas Jesus insiste que são truques.

O mais legal é que, no decorrer da história acontecem coisas que ainda vão acontecer na vida adulta do menino, como as tentações, a mulher adúltera (no livro, a menina Madalena), os vedilhões do templo. Mas em cada caso, Jesus resolve de uma maneira bem criança de ser. É lindo!

E há passagens lindíssimas, como o capítulo "Um sonho dentro de um sonho". O menino Jesus sonha que ele mesmo está sonhando:

"Se neste sonho quem sonha não sabe que o sonho do outro menino é o mesmo sonho de quem sonhou; e se não sabe que o menino sonhado é o mesmo menino que sonha; se não sabe é porque não é tempo ainda de o menino saber que Ele era antes, é agora e será para o resto do sempre depois. Ele nasceu, mas antes do antes já era; Ele morreu, mas está vivo no Depois. Tudo cabe no espaço, mas Ele passa o infinito. Nem d’Ele se diga: foi; e nem d’Ele se diga: será, que Ele é Aquele que É."

O próprio menino ainda não entendia bem o que fazia na Terra. E foi a parte que mais me marcou. Li e reli várias vezes tentando entender. E ainda hoje retorno de vez em quando tentando encontrar outras respostas.

Cada vez que o menino realizava alguma "proeza" alguém dizia: "Ensaias agora, menino, teus passos na vida depois", mas ele mesmo não entendia. Inclusive o livro termina assim, quando Jesus vai embora da cidade onde mora e escolhe um caminho bem estrito e pedregoso, que tem uma cruz lá no final. E o menino João, amigo de Jesus, repete a frase, com os olhos cheios de lágrimas.

Se há uma só palavra para descrever o livro "Proezas do menino Jesus", esta palavra é: MARAVILHOSO.

Todas as pessoas deveriam ter a oportunidade de ler. A sensibilidade com que o autor descreve cada fato é tamanha, que não dá nem para descrever. E olha que o encontrei por acaso, jogadinho lá no canto do sebo.

Você que está lendo isso, pode ter certeza de que o livro "Proezas do menino Jesus" é muito melhor do que isso que eu falei. Terminei de lê-lo no final do ano, mas até agora não encontrava palavras para fazer uma postagem legal. Aproveitei a Sexta-Feira Santa, mesmo assim, as palavras não vieram como eu queria.

Por isso, fico apenas com esta:

MARAVILHOSO.

2 comentários:

TyZ disse...

Noooooooooossa, só pelo post já dá vontade de ler =)

É bom quando se encontra um livro que faz a gente se apaixonar, né? *.*

Ainda vou ter a minha biblioteca!
Quero ler este livro, também =)
Beijo, amigo, e Boa Páscoa!

Danilo disse...

Pois tenha mesmo. O meu eu até embrulhei pra não sujar...