domingo, 23 de agosto de 2009

Raros, imprevisíveis e muito legais

Duas coisas extraordinariamente raras, imprevisíveis e muito legais aconteceram neste final de semana.

A primeira, no sábado, foi a derrota do Londrina por 1x0 para o São José, do Rio Grande do Sul. Eu sei que a derrota não é algo extraordinariamente raro e imprevisível no Tubarão. O que foi extraordinariamente raro, imprevisível e muito legal foi a classificação do time para a terceira fase do Campeonato Brasileiro da série D.



O time venceu o primeiro jogo na semana passada em Londrina por 3x1 e podia perdia por até um gol de diferença que classificava. Pois a derrota veio. Uma derrota deliciosa. Com sabor doce de classificação. É, a derrota pode ser legal às vezes.

A outra coisa rara, imprevisível e muito legal foi hoje: a vitória do Barrichello. Depois de cinco anos, ele conseguiu vencer. Apesar de sempre muito azarado, o azar hoje foi da McLaren, que errou na estratégia.



De quebra, Rubinho somou a 10ª vitória na carreira, a 100ª do Brasil na F1, compensou o acidente com o Felipe Massa (indiretamente a culpa foi da Brawn e, mais indiretamente, dele), e ainda voltou a brigar pelo título. No fim das contas, ele foi até sortudo!

Parabéns Barrichelo, rumo ao título!

Parabéns Tubarão, rumo à 3ª!

2 comentários:

TyZ disse...

Já pensou se ele acha que o segredo pra ganhar uma é atirar peças pelo ar nos colegas??

Haja mola!!

Danilo disse...

Caramba Tyz... verdade! Pelo menos quando ele matar todo mundo, ele não vai mais precisar de sorte pra ganhar. Só ele vai correr mesmo neh...

Haja sorte!