sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Em doses

Dia desses eu comecei a ler "O caçador de pipas". Achei a história muito interessante. Mas depois de umas 80 páginas, comecei a sentir que o livro estava me fazendo mal, porque é muito triste.

Fui lendo porque fiquei curioso para saber o que tanto havia acontecido naquele inverno de 1975, quando Amir, o menino rico, aos doze anos, viu algo que mudou para sempre a vida dele.

Até a parte que eu li, Amir se mostrou muito covarde. O menino pobre, amigo dele, o Hassan, era bom demais para ser amigo de Amir. Continuei lendo até que chegou a parte do tal inverno de 1975, a parte que mudou a vida de Amir.

Triste demais.

Parei de ler logo depois deste capítulo. O que Amir fez não se faz nem com um inimigo. Fiquei com raiva de Amir. Fiquei com pena de Hassan. Desisti de ler por uns tempos.

Agora, estou lendo "A mulher que escrever a Bíblia", um romance muito engraçado do gaúcho Moacyr Scliar. Conta a história de uma mulher muito feia, que era uma das esposas do rei Salomão, aquele mesmo, do antigo testamento. Estou rindo muito.

Pelo menos assim, me recupero das primeiras partes de "O caçador de pipas". Quando terminar de ler o outro, volto a ler algumas partes deste. Mais umas cem páginas, eu acho. Depois eu leio algum outro livro mais light e volto a ler este.

Vou ter de ler em doses, para não entrar em depressão.

6 comentários:

Aline disse...

Ai, como já li recomendo que não leia
o restante do livro, pois realmente é muito triste...

bjkas

Danilo disse...

O pior é que, quando você fala assim, aí que dá mais vontade ainda de ler! Droga... eu nunca aprendo, depois me arrependo... rsrs

TyZ disse...

Eu li e me emocionei muito - apesar dos horrores que li, fazer o quê, é a vida real >.<
A gente precisa ter estõmago forte porque a realidade não está tão longe assim.
Termine, Dan: a gente nunca se arrepende ao terminar de ler um bom livro.

Danilo disse...

Eu vou terminar então, Tyz. Mas vou terminar primeiro "A mulher que escreveu a Bíblia". Muito bom também. Imagina como seria os bastidores da Bíblia, que foi escrita por uma mulher horrorosa e meio maníaca sexual, apesar de virgem!

Aline disse...

Oi, Dan me senti uma mulher rechassada rsrsrsrs.....
Qdo dei minha opnião para que não continuasse a leitura, foi pensando no pouco que te conheço, e sabendo do carinho que tem as crianças.
Não que ler um bom lirvro não seja bom, ou coisas assim..
É que eu não gosto, desse tipo de leitura. E como trabalho com crianças sei um pouco dessa triste realidade...
mil bjokas
Saudades

Danilo disse...

Pois é Aline, agora não adianta mais, porque já comecei a ler de novo... rsrsrsrs
E realmente, eu adoro crianças, vc sabe neh...