sábado, 6 de junho de 2009

A noite dos palhaços mudos

Já há alguns anos eu venho assistindo aos espetáculos de estréia do Festival Internacional de Londrina (Filo).

Eu adoro estréias, principalmente porque sempre junta toda a imprensa num lugar só e você tem a chance de, quem sabe, ser ver no telejornal do outro dia. É nas estréias que aparecem também as pessoas mais importantes, interessantes e bonitas da cidade.

Só marquei bobeira uma vez, quando fui em uma estréia do festival, há alguns anos atrás. Eu não era nem um pouco acostumado a ir em teatro e resolvi dar uma de culto e esperto. Comprei o ingresso e fui. Era um monólogo. Chamava-se "A Poltrona Escura" e o ator era o Cacá Carvalho, o "Jamanta". Não entendi nada. Cansei. Dormi na cadeira.

Hoje, ou melhor, ontem, foi a estréia do Filo 2009, com o espetáculo "A noite dos palhaços mudos". Dei muita risada, gostei demais. Teatro sem fala onde um palhaço tem o nariz roubado e vai, com seu amigo palhaço em busca do nariz perdido. O mais incrível é que são três personagens que usam recursos mínimos de material e fazem coisas incríveis. Muito divertido.

A única coisa que não foi divertido (e que é chato em todas as estréias) foram os falatórios antes da peça. Prefeito, reitora, vice-reitora, coordenadores, patrocinadores, amigos, parentes, papagaios, cachorros e gatos. Juro que havia umas 10 pessoas no palco. E todas falaram. E bastante.

Quando os últimos foram falar, já dava pra ouvir os burburinhos do público. Acho que não é necessário que todos falem. É muita coisa. Mas, olhando pelo lado bom, pelo menos a Elza Correia não falou. A ausência de falas na peça foi compensada (e bem compensada) pelas falas do início.

Ha! E isso porque era "A noite dos palhaços mudos". Mudos, hein...

7 comentários:

TyZ disse...

O FILO é um Festival de Teatro,Dan?
Hehehe, o Jamanta não sabia efetivamente de nada, por isso foi chato XD
Sempre detestei palhaços. Porque me davam medo! Creio que era algo relacionado com a maquiagem, a distância da realidade e a necessidade de se esconderem atrás de uma máscara para serem divertidos. Ou não, vai ver eu era medrosa de nascença!

Discursos deveriam ser reservados para um horário especial, de preferência, com antecedência de 30 minutos a 1 hora, para que o show ficasse livre para o público,que já cansou das mesmas palavras cheias de forma e ocas em conteúdo. Meu point of view =D

Danilo disse...

É um festival de teatro sim. Vem artistas do Brasil e de mais um monte de países. Ah, a peça do Cacá Carvalho era muito poética, simbólica, cheia de metáforas. Eu não entendo essas coisas... rsrs

Regianysantos disse...

Legal as suas observações....
Será que poderia comentar algo sobre a peça "Entre Salamanca y Salamandra" acho que é isso... KKKKK
Afinal foi uma ótima escolha!!

Danilo disse...

Okei Regy!!! vou escrever um post então sobre esta estupenda peça... ai meu Deus rssrs

Sonia Mara disse...

Voces devem ver pelo lado bom da coisa.... A Elza Correia não falou!!! obedecendo o título da peça..."A noite dos palhaços mudos"

Sonia Mara

Danilo disse...

kkkkkkkkkkkkk Muito bom, Sonia!!!

Danilo disse...

kkkkkkkkkkkkk Muito bom, Sonia!!!