quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Papai Noel existe

O dia do Natal parece que tem uma coisa que faz com que tudo se torne mais bonito. Hoje me deu uma vontade de passar na casa de um monte de gente que fazia um tempão que eu não via. Só para dizer feliz Natal. Foi legal.

Tem um menininho que mora no colégio aqui perto de casa que, quando eu cheguei para dar um abraço nele, a mãe disse: "Olha Andrei, ele não esqueceu de você". Um simples Feliz Natal pode não parecer nada para quem diz, mas pode ser o único presente de natal para quem recebe. Ou até um inofensivo "ho ho ho".

Ontem eu, a Juliana, a Joice, o Pedro Henrique eu meu tio Reginaldo ajudamos a agência dos Correios daqui de Jataizinho a entregar os presentes das crianças que escreveram cartinhas para o Papai Noel. Contratamos um bom velhinho e saímos entregando.



Numa das casas, apareceu não sei de onde uma menininha de uns três anos de idade toda feliz. Ela nem pediu presente. Só disse "Papai Noel, você faz ho ho ho?". Quando ele deu a tão esperada risada, a menina gargalhou de alegria. Parece que não acreditava que era o próprio Papai Noel que estava ali, bem diante dela.

Hoje, a mãe de um outro menino que foi visitado ontem pelo Noel veio dizendo qual foi a reação depois da visita. Segundo ela, o Gabriel disse assim: "Mãe, você não sabe quem é que é amigo do Papai Noel e estava entregando presente com ele: o Danilo". Me senti a própria rena.

Os mais críticos vão dizer agora que o Papai Noel é um símbolo do consumismo, que foi inventado para que as crianças tem mais e mais vontade de comprar, que ele é vermelho por causa da coca-cola. Ou então, os mais moralistas, que o Papai Noel não é o verdadeiro símbolo do Natal, que Natal é o nascimento de Jesus, etc etc etc.

Eu sei. Isso eu já estou cansado de ouvir.

Mas vai dizer estas coisas para uma criança que nunca teve um brinquedo. Ou então que escreve na cartinha dizendo que quer uma cesta básica, material escolar, um sapato, uma simples visita, ou um emprego para a mãe que está desempregada.

Para muitas crianças o Papai Noel ainda é um símbolo de esperança. Elas não tem mais a quem recorrer, por isso escrevem as cartinhas para uma pessoa que pode ajudar. Que mal tem a criança acreditar em Papai Noel?

Por isso é que o Natal é meio mágico e eu gosto disso. Bem que esse clima podia continuar durante o ano todo. Sei lá.

E não me venham com lenga-lenga, por eu tenho certeza que o Papai Noel existe. Não sei se mora mesmo no pólo norte, se desce pela chaminé, se tem gorro vermelho e anda de trenó puxado por um monte de renas estranhas. Só sei que existe. As crianças de ontem me fizeram acreditar nisso.



Alguém pode provar o contrário?

3 comentários:

Wilhan Santin disse...

Oi, Danilo. Bacanas os seus posts. Parabéns! Wilhan Santin

Lorena disse...

É verdade, Danilo. Eu também acredito....rsrs Também em fadas, duendes, e todos os seres bons que colorem um pouquinho mais a nossa vida...

Feliz ano novo, menino

SELMA FABIANA disse...

OI DANILO EU TAMBÉM ACREDITO EM PAPAI NOEL, EU E MEU ESPOSO PEGAMOS ALGUMAS CARTINHAS LÁ NO CORREIO DE IBIPORÃ E FOMOS ENTREGAR, QUANDO CHEGAVAMOS COM O PRESENTE AS CRIANÇAS FICAVAM DESLUMBRADAS É UMA SENSAÇÃO MARAVILHOSA E MUITO GRATIFICANTE HÁ JA TAVA ME ESQUECENDO EU NÃO SO ACREDITO EM PAPAI NOEL MAS EM COELHINHIO DA PÁSCOA, FADAS....OU SEJA EM TUDO QUE FAZ A CRIANÇA SER UMA VERDADEIRA CRIANÇA FELIZ