quinta-feira, 12 de novembro de 2009

E na Globo não se falou nada

Eu não gosto de assistir jogo na Band. Realmente, a transmissão da Globo é melhor. Não pelos narradores e comentaristas, mas pela imagem. É só nisso que a Globo é melhor que a Band, porque comentarista por comentarista, são quase todos muito ruins: Casagrande, Falcão, Neto, Godoy, Galvão, Right, Marcilia.

Mas uma coisa eu tenho que ressaltar. Apesar dos comentários totalmente sem nexo e fora de hora do Neto e do Godoy, na Band, eles falam muitas vezes com coragem e sem rabo preso com CBF, o que é o contrário da Globo.

Ontem no jogo entre Palmeiras e Sport, pelo Campeonato Brasileiro, o lance mais polêmioco do jogo foi o segundo gol do time verde, que empatou o jogo no finalzinho.

O maior problema não era se o jogador do Palmeiras estava ou não impedido no lance, até porque as imagens mostraram que realmente não estava. O problema é que todo mundo viu que o árbitro apitou na jogada como que parando o lance. A defesa parou e o goleiro também. O Danilo fez o gol. O juiz validou.

Elmo Alves Resende Cunha, o árbitro da partida

No final do jogo, os únicos que comentaram sobre o apito do juiz foram os comentaristas da Band. Porque a Globo não mencionou sequer uma palavra. Falaram apenas sobre a possibilidade do impedimento. O Renato Marcilia, que elogiou o juiz no jogo todo, é claro que não ia dar o braço a torcer no final. E, é claro, afirmou com todas as letras que o juiz não teve participação alguma no resultado.

Mesmo sem o apitinho do árbitro no lance, talvez o jogador do Palmeiras não errasse o gol. E era difícil errar daquela distância. Mesmo assim, é importante saber que a Globo se omitiu e não pronunciou uma palavra sobre um ato que influenciou no resultado da partida. A Band falou sobre a jogada. A Globo não, é claro.

Ponto pra Band.

Um comentário:

TyZ disse...

É porque na Globo só se fala do que for extremamente conveniente a eles, Danilo. Simples assim, como a Oi!