quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

A oitava maravilha

Não é a roda. Não é a gasolina. Não é a máquina a vapor. Avião, carro, internet, fogo, bomba atômica, coca-cola, ou inseticida.

Não é o Cristo Redentor, as cataratas, o Templo de Ártemis, as jogadas de Ronaldinho Gaúcho, o Farol de Rhodes, a Juliana Paes, o Coliseu, ou o chocolate alpino.

A maior maravilha da humanidade já inventada em todos os tempos da espécie humana até hoje é a centrífuga de roupas.

Não há coisa mais prática. Sem qualquer um dos itens citados acima é possível se viver. Mas sem a centrífuga, não dá. Ainda mais para quem tem pouquíssimas peças de roupa, como eu.

Precisei de shorts de futebol que está no cesto de roupa suja, é só esfregar, colocar lá dentro e pronto. Precisei de qualquer outra roupa, não é preciso colocar no sol e esperar uma eternidade.

Mas a principal função desta insigne máquina é com os tênis. Não há coisa no mundo capaz de fazer o que esse admirável equipamento faz com meus calçados. Antes, era lavar para usar no outro dia. Agora, é lavar pra usar praticamente na hora.

Sábado acordei disposto e lavei todos os meus tênis. Eu disso TODOS (os três). Em épocas remotas, ficaria o sábado todo de chinelos ou descalço e usaria os calçados só no domingo.

Mas não com uma centrífuga por perto! Ela secou os tênis como uma toalha seca o corpo, como o pano seca a pia, como o lenço seca o nariz. Rápido. Ligeiro. Mágico. Admirável. Surpreendente. Sobrenatural. Prodigioso.

Não interessa se tênis não pode ser colocado na centrífuga. Não interessa se ela afeta a camada de ozônio. Não interessa se estou contribuindo para a destruição do planeta. Se o mundo vai acabar, quero estar com meu tênis limpo e seco.

Todo o louvor e glória à CENTRÍFUGA DE ROUPAS. Ou de tênis.

Assim seja.

Uma obs: Pra ficar show, só falta inventarem agora uma máquina de passar cadarço. Aí, sim.

11 comentários:

Dueldy disse...

Amém!

Dueldy disse...

Cara, vc precisa escrever um livro!Fala a verdade: Você não é o Mário Prata disfarçado, é?

Danilo disse...

hahahaha

Não, infelizmente, não sou o Mário Prata... uh, quem dera!

Na minha idade ele já era colunista respeitado. Eu, reles mortal. Quem sabe um dia, chego aos joelhos dele. Bom, diploma de jornalista eu tenho. Ele não.

hehehehe

joice leticia disse...

Dan, você é genial!
Eu jamais teria essa idéia!
Fiquei até emocionada depois que acabei de ler. hsauhsuashua

Danilo disse...

Você é a nona maravilha, Joice... isso se não inventarem a máquina de passar cadarço.. hehehe

TyZ disse...

Adoro teu blog e já o favoritei, Danilo!
Incrível, e o melhor: nunca usei pra tênis, mas concordo inteiramente com você - sem a lavadora, minha vida seria dificílima!!

Beijos!

TyZ disse...

O mais incrível é que, até ontem mesmo eu estava dizendo isto pra minha tia!
Nunca usei pra tênis mas a centrífuga é o Ó do Máximo!

Adorei teu blog,Danilo, e já o favoritei,ok? O meu é www.shephardona.blogspot.com

Danilo disse...

Tyz, eu também não vivo mais sem centrífuga!

Vlw por visitar o blog. Volte sempre ok!

grande abraço

Danilo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro H disse...

Pois e ne naum inventaram a maquina de passar cadarço !!!

Anônimo disse...

alias o que voce tem contra o keirrison,poxa vida ele so tava fazendo o trabalho dele,e eu tenho quase certeza que alguns jogadores tem raiva de algum clube,atacante e para fazer gols nao importa que adversario seja!!!