quarta-feira, 8 de julho de 2009

Não assista este filme


Há três tipos de filmes que eu não gosto. Aqueles em que crianças morrem; aqueles de guerra; e aqueles com final triste. Eu adoro filmes com finais felizes. Mas há filmes piores ainda. São aqueles em que crianças morrem, têm guerra e o final é triste. Tudo junto, em um filme só.

Domingo eu assisti "O menino do pijama listrado" e presenciei tudo isso. Dormi meio na depressão. Eu sei que não deveria como é o final, mas tive que escrever. Bruno é um menino, filho de um oficial nazista, que tem que se mudar para longe de Berlim por causa de uma promoção recebida pelo pai.

Ele não faz ideia que uma guerra está acontecendo e que seu pai comanda um campo de concentração de judeus. Lá, ele não encontra amigos e vive triste. Ao sair para explorar o local, Bruno descobre uma cerca e faz amizade com o menino Schmuel, que vive atrás da cerca, com o uniforme listrado, que Bruno pensa que é um pijama.

É claro que muita coisa é obviamente fantasiosa, como o fato de que o Bruno, com facilidade, consegue cavar um túnel e passar por baixo da cerca elétrica do campo de concentração, para a ajudar o amigo a procurar o pai. Se fosse fácil assim, muita gente teria fugido durante a guerra. Mas o filme mostra também como os jovens arianos eram educados. Uma verdadeira lavagem cerebral conforme as ideias nazistas.

Mas eu paro por aqui.

Se você, assim como eu, não gosta de filmes de guerra, filmes em que crianças morrem e filmes com o final triste, ou muito menos daqueles que juntam tudo isso, não assista "O menino do pijama listrado".

Opa, contei o final...

6 comentários:

gustavo disse...

eu jurava que você ia falar de transformers 2. aliás, está feita a anti-dica.

respeito sua opinião/estilo, realmente não faz nada bem ver um filme de final triste, aquele negócio de desacreditar no bom que a vida pode ter.

Vale pensar em filmes de guerra como esses não só das atrocidades que aconteceram (independente qual 'lado'), mas que muitas dessas não acontecem hoje. Assim espero (esperamos)

Ah, só uma observação: não dava pra notar o tema do filme pelo plot não? dava pra evitar a depressão né? x)

abraços

Danilo disse...

Então Gustavo, o pior é que eu sabia do contexto do filme. Sabia até o final. Mas o ruim é que filmes assim me chamam a atenção, mesmo eu não gostando do enredo.

Eu teimo, assisto e me arrependo... rsrsrs

TyZ disse...

Você já leu A Menina que Roubava Livros?
Bom, apesar de tudo, é muito legal. Vai entender porque eu o citei aqui, se ler =D

Hehe, ainda bem que tô na velocidade 1 hoje e não entendi o final do filme (ou não quero entender, o que é mais provável), mas valeu pela dica.

Gosto de bons filmes de guerra (gosto de filmes), mas este tema já tá tão batido...Se não for um bom autor e/ou um bom diretor, a coisa não funciona mais.

Danilo disse...

Realmente Tyz, acho que o tema "guerra" tá ficando batido mesmo. Mas este filme é bem legal, a fotografia é boa e os menininhos são lindos. O único problema é que ele é meio óbvio e cai um pouco no lugar-comum. Você começa a assistir e já imagina o final... rsrsrs

Reinaldo C. Zanardi disse...

Com esse título, Danilo, "Não assista este filme", é fácil aguçar a curiosidade. Não tive coragem ainda de assistir, exatamente por causa de criança e final triste. Depois que o Otávio nasceu, filmes que envolvem crianças em situações ruins me deixam abalado. E por falar em arte-realidade post uma nova crônica que envolvem os santos de junho. Veja lá. Abração.

Danilo disse...

Pois é... é bem depressivo mesmo Reinaldo. Também não gosto de ver crianças sofrendo nem na ficção.